Tite anunciou, na manhã desta sexta-feira, “a lista mais difícil” de elaborar desde que assumiu o comando da seleção brasileira. Palavras do próprio treinador. Repleto de dúvidas no que diz respeito a lesões e surpresas de última hora, o técnico convocou a Seleção para a Copa América que será disputada no Brasil entre 14 de junho e 7 de julho.

Daniel Alves, Fernandinho e David Neres talvez sejam os maiores destaques. O lateral do PSG volta à seleção depois de mais de um ano longe – a última convocação foi em março de 2018. O volante do Manchester City não era lembrado desde a Copa do Mundo do ano passado. E o atacante do Ajax ficou com a vaga que também tinha na disputa Vinicius Junior, do Real Madrid, e Lucas Moura, do Tottenham. A ausência de Fabinho, convocado em todas as ocasiões desde a Copa, chamou a atenção.

Entre os 23 convocados, 14 são remanescentes do Mundial da Rússia: Alisson, Ederson, Cássio, Marquinhos, Thiago Silva, Fagner, Filipe Luís, Miranda, Coutinho, Casemiro, Fernandinho, Firmino, Gabriel Jesus e Neymar.

Everton, do Grêmio, e a dupla Cássio e Fagner, do Corinthians, são os representantes de clubes brasileiros na lista. Ambos os times têm compromisso pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil: o Grêmio pega o Juventude no dia 29 de maio, e o Timão encara o Flamengo no dia 4 de junho.

O Brasil está no Grupo A da Copa América ao lado de Bolívia, Peru e Venezuela. A estreia será contra os bolivianos no dia 14 de junho, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi.

Veja a lista completa:

  • Goleiros: Alisson (Liverpool), Cássio (Corinthians) e Ederson (Manchester City)
  • Defensores: Alex Sandro (Juventus); Marquinhos, Thiago Silva e Dani Alves (PSG); Éder Militão (Porto), Fagner (Corinthians), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Miranda (Inter de Milão)
  • Meio-campistas: Allan (Napoli); Philippe Coutinho e Arthur (Barcelona); Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City) e Lucas Paquetá (Milan)
  • Atacantes: David Neres (Ajax), Everton (Grêmio), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG) e Richarlison (Everton)

Com Globoesporte.com