Com atuações em competições amadoras de futebol na região do Cariri, o renomado árbitro de futebol Tiago Ramos pertencente ao quadro de árbitros da Federação Paraibana de Futebol, teve na última terça-feira(28), o seu nome vetado em escala de uma partida correspondente a segunda rodada do Campeonato Paraibano de Futebol 2020.

A comissão estadual de arbitragem da Federação Paraibana de Futebol mudou escala do jogo entre Nacional de Patos x Botafogo, que aconteceu nesta última quarta-feira, no estádio José Cavalcanti, em Patos, Sertão do Estado.

Além de Tiago Ramos que estava escalado como 4º árbitro para a partida, o árbitro central Diego Roberto também foi substituído pela sergipana Thayslane de Melo. Tiago Ramos saiu para a entrada de Afro Rocha.

Em contato com o Site Cariri Esporte, o árbitro Tiago Ramos nos enviou uma nota de esclarecimento sobre o fato ocorrido e destacou o seu amor e dedicação a profissão de árbitro de futebol, e que recebeu com surpresa o vetamento de seu nome para a partida, e que continuará o seu trabalho que é regado pelos princípios da legalidade, honestidade, respeito a profissão.

Confira a nota de esclarecimento publicada pelo árbitro Tiago Ramos:

Eu, Tiago Ramos de Oliveira, árbitro em exercício pela Federação Paraibana de Futebol, exerço a função a mais de 15 anos, entre o futebol amador e o profissional. Tenho em meu histórico sempre aprovações em testes físicos e teóricos na FPF desde 2011, bem como na CBF. As entidades citadas, comprometidas com a integridade moral de seus árbitros, solicitam anualmente, através de suas Corregedorias, certidões NEGATIVAS criminais, civis, e comprovantes de adimplência no mercado, documentos quais estou em dia. Nunca tive meu nome citado em qualquer investigação que comprometesse a minha índole nem qualquer campeonato em que participei como profissional. Nos últimos dias, tive meu nome vetado para um jogo, ao qual estava escalado na função de quarto arbitro, na cidade de Patos-PB, que aconteceu ontem, 29/01/2020, Nacional de Patos x Botafogo, veto esse que veio da equipe mandante, para minha surpresa, alegando a equipe que no ano de 2018 este árbitro haveria tido problemas em jogo da categoria sub-19 da equipe. Bem, é verdade que houve o problema, como é verdade que a equipe foi considerada culpada pelo TJD e as pessoas envolvidas foram punidas com suspensão longa do futebol e multa. Pois bem, o que me surpreende ainda mais, é que em 2019 e 2020, após o ocorrido acima citado, voltei a trabalhar em jogos da referida equipe, tanto na cidade de Patos, como em outras cidades, sem veto, nem sequer reclamações. Desta forma, me resta concluir que, nosso futebol vive um novo momento, com uma gestão transparente e inovadora da Presidente Michele Ramalho, tendo como Presidente da Comissão de arbitragem, o srº Arthur Alves, que vem desenvolvendo um importante trabalho à frente da arbitragem paraibana, garantindo oportunidades e renovação do quadro, prezando pela decência dos seus árbitros, fato que, infelizmente, desagrada a quem está de fora desse novo momento do futebol paraibano. Estão querendo fazer do nosso futebol, especialmente no campeonato em vigor, palanque político e transferência de responsabilidade das próprias falhas e incompetências, tentando tirar o foco de si e sabotar o nosso campeonato, que seguiu em suas duas primeiras rodadas com bons jogos, clubes vencendo com legitimidade e torcedores sendo agraciados com mais de 3 gols por partida. Nunca pedi para ir a qualquer jogo, nunca pedi escala, muito menos pedirei para sair de qualquer jogo a qual for designado. Não tenho nada contra qualquer equipe ou pessoa do nosso futebol, mas sei qual é o meu lugar, e sempre será ao lado de quem deseja o bem do futebol e da arbitragem paraibana. Sigo com meus princípios, legalidade e honestidade, tratando a arbitragem com amor, acima de tudo, respeito e gratidão, me tornando cada vez mais forte quando tentarem me fazer cair.

Por Tiago Ramos

Cariri Esporte