MPT instaura inquérito contra o Treze por denúncias de negligência com surto de Covid-19 e salários atrasados

O Treze foi denunciado nessa quarta-feira ao Ministério Público do Trabalho (MPT) por suposta negligência no tratamento contra Covid-19 de alguns atletas e por salários atrasados. Nesta sexta-feira, o órgão instaurou um inquérito para investigar o caso.

Em documento assinado pelo procurador do MPT, Raulino Maracajá, o órgão pediu que o clube apresente plano de contingência, relação de empregados e jogadores que positivaram, que estão afastados e que já foram afastados durante a pandemia Covid-19, no prazo 15 dias. Como o Treze já está sendo investigado em outro inquérito em relação a salários atrasado, o processo atual não vai investigar esse assunto.

Na última semana, o Treze teve um surto de Covid-19 entre os jogadores e membros da comissão técnica. Foram 12 atletas e mais duas pessoas da comissão técnica que foram afastadas de suas atividades por terem testado positivo para coronavírus. Na estreia da Série D, contra o ABC, o time jogou bastante desfalcado e foi derrotado por 1 a 0.

A situação mais grave foi do goleiro Leandro Santos, que segue hospitalizado, mas vem reagindo bem ao tratamento. O quadro dele é estável, mas o arqueiro teve um comprometimento de 25% a 50% da função pulmonar. Na última segunda-feira, o artilheiro do time na temporada e camisa 9 do equipe, João Leonardo, rasgou o verbo contra a diretoria do clube, expondo as dificuldades financeiras que os atletas enfrentam, já que estão com salários atrasados.

Sem dinheiro do salários e com a doença, alguns atletas estavam se alimentando mal, mesmo enfermos, revelou o jogador. Um atleta que não quis se identificar disse ainda que o clube ofereceu aos jogadores doentes o chamado “kit Covid”, composto por medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a doença.

O médico do Treze, Lúcio César, informou que todos os atletas seguem em isolamento e estão sendo assistidos pelo clube. Também citou que as medicações que os jogadores estão utilizando fazem parte do protocolo médico do município de Campina Grande. O blog entrou em contato com a assessoria de imprensa do clube, que revelou que a notificação por parte do MPT ainda não foi recebida pelo Treze.

Com Jornal da Paraíba /Entre Linhas