Paraibano Hulk é apresentado no Atlético-MG e exalta projeto de seu novo clube

0
7

Antes de vestir a camisa do Atlético-MG na apresentação oficial, o paraibano Hulk pediu a palavra. Buscou na história do clube a inspiração para a nova era na carreira. Citou ídolos do Galo. Quer trilhar o caminho e marcar também o nome na galeria de grandes jogadores do Alvinegro. Para isso, quer conquistas. Aliás, a busca por taças parece ser uma obsessão. Por diversas vezes na coletiva, falou em ser campeão, principalmente do Campeonato Brasileiro.

“Antes de vestir essa camisa, esse manto, quero lembrar dois grandes ídolos, Reinaldo e Éder. Pegar como exemplo para fazer um grande trabalho e, no futuro, ser ídolo também, conquistando títulos.”

Em seguida, lembrou ainda outro craque atleticano: Ronaldinho Gaúcho.

– Claro que eu venho com essa intenção de também construir minha história aqui, como em outros times que passei. O Ronaldinho Gaúcho é um fenômeno. Eu tive a oportunidade de jogar com ele na Seleção, e ele honrou essa camisa, foi campeão da Libertadores, um titulo muito importante. Onde eu passei, eu consegui ser campeão, aqui não vai ser diferente. Eu sei que faz alguns anos, algumas décadas mesmo, que o Atlético não é campeão brasileiro. E eu tenho vontade de realizar o desejo de todos, pode ter certeza que eu vou buscar isso junto com meus companheiros.

Hulk volta ao futebol brasileiro aos 34 anos como grande reforço do Atlético. E quer fincar raízes. Assinou contrato de dois anos no clube mineiro. Foram mais de 15 anos entre Ásia e Europa. Saiu cedo, aos 18 anos, após apenas dois jogos como profissional no Brasil.

Dono de 360 gols na carreira, o atacante paraibano Hulk quer repetir o rendimento de bolas na rede. No entanto, o alvo maior são as taças. Uma em especial: a do Campeonato Brasileiro. Na edição vigente da competição, o jogador não pode ser utilizado, e tampouco o Galo parece sólido na busca pela taça.

“Onde cheguei, consegui manter número alto de gols e assistências. Trabalharei bastante, irei me cuidar para estar no melhor nível aqui no Galo. Ser artilheiro ou não… Prefiro ser campeão e ganhar, principalmente, o Brasileiro.”

Hulk só poderá ser utilizado pelo técnico Jorge Sampaoli no Galo a partir de 28 de fevereiro, quando começará o Campeonato Mineiro – o Atlético estreia contra a URT. Ele não pode ser mais inscrito nesta reta final de Série A.

Com GE/ Foto: Pedro Souza / Atlético-MG