Botafogo e Treze ficam no empate e o Galo da Borborema é rebaixado para a Série D do Brasileiro

0
5

Na tarde deste sábado (05), Botafogo-PB e Treze decidiram que paraibano cairia para a quarta divisão de 2021. No estádio Almeidão, em João Pessoa, os rivais se enfrentaram pela décima oitava e última rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Com o placar de 1 a 1, o Belo evita a queda e rebaixa seu rival.

Quem assustou primeiro foi o Galo. Em cobrança de falta quase do meio-campo, Neto Baiano mandou direto no meio do gol. A bola foi com muita força e Felipe precisou de duas tentativas para conseguir fazer a defesa aos 8 minutos.

O Botafogo-PB só foi chegar com perigo pela primeira vez aos 23 minutos, quando Ramon e Marcos Aurélio trocaram passes no meio-campo. O meia encontrou o atacante, que invadiu a área e bateu de esquerda. Jeferson defendeu com dificuldade, deu rebote, e a zaga trezeana afastou o perigo.

Aos 32, em boa trama do meio-campo botafoguense, a bola chegou em Christianno na esquerda, que cruzou para o meio da área onde Juninho apareceu livre para cabecear, mas mandou sem direção, por cima da meta do Galo da Borborema.

Dois minutos depois, a melhor chance botafoguense. Marcos Martins deu uma de Maradona, cortou Nilson Júnior, passou por Alisson Cassiano mas na hora de finalizar, Uesles e Jeferson conseguiram fazer o corte e evitar o gol do Botafogo-PB.

Saindo mais para o ataque, Aos 38, Marcos Aurélio deu ótimo passe para Ramon, que bateu na saída de Jeferson. O goleiro fez a defesa e no rebote, Everton Heleno desperdiçou.

Mas quem não faz leva. No mesmo minuto, no contra-ataque, Gilvan avançou pela esquerda e Neto Baiano apareceu sozinho no meio da zaga do Belo para escorar de canhota e abrir o marcador, dando ao Treze o placar suficiente para evitar a queda.

Já nos acréscimos, aos 46, Juninho cruzou da esquerda, Everton Heleno dominou mal e Ramon, na pequena área, chutou de canhota, mas a bola explodiu na trave e a defesa do Galo afastou pela linha de fundo.

Segundo tempo

Precisando pelo menos do empate, o Botafogo-PB ocupava o campo ofensivo mas tinha dificuldades de chegar com perigo. Mas aos 9 minutos, Vitinho tabelou com Marcos Aurélio, recebeu dentro da área e bateu de canhota. Jeferson rebateu e a zaga trezeana afastou mais uma vez com Nilson Júnior.

De tanto insistir, o Belo empatou. Aos 21 minutos, Marcos Aurélio cruzou da direita e David Batista escorou no meio da zaga para estufar as redes e deixar tudo igual no marcador.

O Treze, mesmo precisando do gol, não se acertava. E em cobrança de escanteio de Marcos Aurélio, aos 35, Juninho cabeceou na primeira trave e a bola tirou tinta do poste direito de Jeferson, mas foi pela linha de fundo.

Já aos 45, Edson Carioca pegou a bola na intermediária e bateu de canhota no canto esquerdo de Felipe, que fez ótima defesa para salvar a meta botafoguense.

Sem forças, o Galo tentava a última investida em busca da salvação. Aos 47, Jeferson foi para a área em cobrança de escanteio, mas Alisson Cassiano acabou mandando de cabeça pela linha de fundo, sem perigo algum.

Com o empate por 1 a 1, o Botafogo-PB fica na oitava colocação do Grupo A e volta a disputar a Série C no ano que vem. Já o Treze encerra o torneio na nona posição, dentro do Z2, e está rebaixado para disputar a quarta divisão nacional em 2021.

Ficha técnica

Botafogo-PB x Treze

Campeonato Brasileiro Série C 2020
Grupo A – 18ª rodada
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Heber Roberto Lopes (SC); Alex dos Santos (SC) e Éder Alexandre (SC)

Gols: David Batista (B); Neto Baiano (T)
Cartões amarelos: David Batista, Marcos Aurélio, Marcos Martins (B); Marcelinho Paraíba, Neto Baiano, Alexandre Santana, Nilson Júnior, França (T)

Botafogo-PB: Felipe, Marcos Martins, Donato, Rodrigo, Christianno (Mário); Vitinho, Everton Heleno (Erivélton), Juninho, Marcos Aurélio; Cristian (David Batista) e Ramon (Higor Leite). Técnico: Evaristo Piza.

Treze: Jeferson, Polegar, Uesles (Gilmar), Alisson Cassiano, Nilson Júnior; Ítalo (França), Vinícius Barba, Marcelinho Paraíba (Alexandre Santana); Murici (Edson Carioca), Gilvan e Neto Baiano (Felipe Alves). Técnico: Márcio Fernandes.

Cariri Esporte 

Com Voz da Torcida / Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB