Com representação de equipe do Cariri, Paraibano de Futsal Feminino segue a todo vapor

O Campeonato Paraibano de Futsal Feminino está a todo vapor. Com 14 equipes no páreo, três rodadas do torneio já se foram. A competição, que volta a ser disputada em 2022 após seis anos sem ser realizada, conta com 14 equipes de algumas das regiões da Paraíba: Metropolitana, Borborema, Brejo, Cariri e Sertão. O time campeão ganha vaga para disputar a Taça Brasil de Clubes de 2023, torneio organizado pela Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS).

A última edição do Campeonato Paraibano de Futsal Feminino, antes da atual, havia sido em 2015. De acordo com Germano Pessoa, diretor do Departamento Feminino da Federação Paraibana de Futsal, apenas cinco equipes disputaram a competição naquele ano. Já em 2022, 14 estão no páreo, dividas em três grupos: A, B e C. O primeiro conta com times da região Metropolitana. O segundo, do Brejo e da Borborema. E o terceiro, do Sertão.

O pontapé inicial do Campeonato Paraibano de Futsal Feminino aconteceu no último dia 22. De lá para cá, três rodadas já aconteceram. A primeira, entre o Grupo A, em João Pessoa; a segunda, com a Chave B, em Campina Grande; e a terceira, com o Grupo C, foi no último domingo, em Sousa.

Grupo A – Região Metropolitana:

  • Mixto Futsal
  • Santa Cruz de Santa Rita
  • Gold Girls
  • Jampa Futsal
  • Seleção de Cruz do Espírito Santo

Gold Girls 1 x 1 Jampa (22/05 – Ronaldão)

Mixto 0 x 0 Santa Cruz R.E.C (22/05 – Ronaldão)

Grupo B – Borborema, Cariri e Brejo

  • Esporte Clube Desterro
  • Puma Futsal
  • Boca Juniors de Sumé
  • Star City

Boca Juniors de Sumé 1 x 3 Esporte Clube Desterro (29/05 – Vila Olímpica Plínio Lemos)

Puma 4 x 2 Start City (29/05 – Vila Olímpica Plínio Lemos)

Grupo C – Sertão

  • Dino Futsal
  • Desportiva Uiraúna
  • AABB de Cajazeiras
  • Piranhense Futsal
  • Atlético Feminino

AABB 1 x 2 Atlético Feminino Núcleo II (05/06 – Sesi Sousa)

Desportiva Uiraúna 2 x 2 Dino Sport Clube (05/06 – Sesi Sousa)

De acordo com Germano Pessoa, o motivo pela longa paralisação foi a dificuldade financeira encontrada pelas equipes. Com isso, segundo ele, a falta de estrutura impossibilitava os times de entrarem na competição. O dirigente afirmou que, para este ano, a Federação isentou a taxa de inscrição e montou uma logística que facilitasse o trajeto dos clubes.

— A competição parou devido à dificuldade financeira das equipes. As equipes, com pouca estrutura, infelizmente não estavam entrando. Na última edição só tiveram cinco equipes. Agora temos 14 equipes de diferentes regiões. A Federação tirou a taxa de inscrição, fizemos uma logística que possibilitasse que as equipes viajassem menos e participassem por região. São times de Santa Rita, Cruz do Espírito Santo, da região da Borborema e do Brejo, Sousa, Uiraúna, Cajazeiras etc — disse.

O campeão do Campeonato Paraibano de Futsal Feminino de 2022 conquista vaga para disputar a Taça Brasil de Clubes de 2023, organizada pela CBFS. Ainda de acordo com Germano Pessoa, o time que ficar com o título e o vice-campeão receberão uma premiação de R$ 3 mil cada.

— A premiação será um valor simbólico de R$ 3 mil para o campeão e o vice. Estamos correndo atrás de bancar esse valor. Como as equipes não pagaram inscrição, não tem de onde tirarmos recurso. Pretendemos uma premiação para o ano que vem de no mínimo R$ 5 mil. O investimento das equipes é a taxa de arbitragem — comentou.

Cariri Esporte

Com GE PB/ Foto: Divulgação / Ismar Foto